Infeção pelo novo Coronavírus (2019-nCoV)

Difundimos a seguinte informação da Direção Geral de Saúde, e solicitamos a leitura atenta do documento enviado em anexo.

“Está a decorrer uma epidemia causada por um novo Coronavírus (2019-nCoV), que se iniciou na cidade de Wuhan, província de Hubei, China e que já se disseminou a outros continentes.

Atualmente, contam-se cerca de 3000 casos na China, incluindo 81 óbitos, tendo sido reportados casos em outros países da Ásia, bem como França e EUA.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) está a acompanhar a situação, em estreito alinhamento com as orientações da Organização Mundial da Saúde (WHO) e do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), tendo ativado, de imediato, o seu plano de contingência interno.

Neste âmbito, foi elaborada uma Orientação dirigida a todos os profissionais de saúde, do Sistema de Saúde, que já está disponível no site da DGS e tem também sido divulgada por outros meios/redes de profissionais.

Solicito  a sua melhor atenção para a divulgação desta Orientação a todos os profissionais da instituição à qual preside, e suas subsidiárias. É crítico que todos, sem exceção, tomem conhecimento e a cumpram em todas as circunstâncias descritas, assim como a ativação imediata do plano de contingência interno, que tenham delineado para o efeito.

Tomo a liberdade de sugerir um mecanismo de controlo, o que for por si tido por mais conveniente, para assegurar o seu cumprimento.

De notar que a Orientação agora emitida será atualizada sempre que a situação epidemiológica o justificar, pelo que se recomenda a ampla divulgação da mesma junto de todos os profissionais e que se mantenham atentos através do site da DGS.

Na sequência desta Orientação, estão outras em preparação para assuntos específicos e que também estarão disponíveis no site da DGS.

Acerca do Amianto

Em Portugal ainda há 3406 edifícios públicos com amianto, incluindo escolas e hospitais.
Os dados da Direção-Geral da Saúde indicam que, entre 2014 e 2017, houve 126 mortes associadas à exposição a este material.
As fibras de amianto depositam-se nos pulmões, podendo causar cancro décadas mais tarde.
Fonte: https://sicnoticias.pt/