Dia Mundial da Segurança Alimentar

No dia 7 de junho assinala-se o Dia Mundial da Segurança Alimentar, uma iniciativa criada em 2019, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em conjunto com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), que destaca a importância da prevenção e gestão dos riscos transmitidos por alimentos, contribuindo para segurança, saúde e erradicação da fome (4).

O Dia Mundial da Segurança Alimentar é um meio colaborativo que promove a consciencialização sobre questões de segurança alimentar, a prevenção de doenças e a discussão para melhoria em todos os setores alimentares (7).

Na primeira data comemorativa (2020), as duas agências organizaram um debate via internet sobre o tema “Segurança Alimentar, Questão de Todos” e reconheceram esta temática como uma tarefa coletiva (1).

No último ano, o tema “Alimentos seguros agora para um amanhã saudável”, destacou para a necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentáveis para garantir a saúde das pessoas, do planeta e da economia a longo prazo (3). A segurança dos alimentos e a segurança alimentar são, por necessidade, objetivos complementares para alcançar um futuro próspero e sustentável.

A Segurança dos Alimentos (FOOD SAFETY) é referente à garantia de inocuidade dos alimentos, ausentes de contaminantes químicos, físicos e biológicos, ou seja, sem prejuízo de danos para a saúde ou integridade do consumidor (6). Segundo a OMS, uma em cada 10 pessoas adoece todos os anos devido à ingestão de alimentos contaminados e resultando em 420 mil pessoas anuais. As doenças transmitidas por alimentos são geralmente de natureza infeciosa ou tóxica e muitas vezes invisíveis a olho nu, causadas por bactérias, vírus, parasitas ou substâncias químicas que entram no corpo através de alimentos ou água contaminados (2).

Por outro lado, a FAO define o termo “Segurança Alimentar” (FOOD SECURITY) como conceito de implantação de políticas públicas com o intuito de garantir a todas as pessoas, em todas as épocas e no mundo todo, o acesso a alimentos em quantidades suficientes de boa qualidade nutricional para uma vida saudável e ativa (6).

A crise global causada pela pandemia de Covid-19 veio reforçar a importância destes temas. Embora a COVID-19 não tenha sido transmitida pelos alimentos, a pandemia alertou para questões relacionadas com a segurança alimentar, tais como a higiene, resistência antimicrobiana, alterações climáticas e fraude alimentar (8). Também realçou a necessidade de adaptar sistemas de segurança que respondam a interrupções nas cadeias de abastecimento e garantam acesso contínuo a alimentos seguros (2).

As crises económicas e as alterações climáticas são os principais motivos da insegurança alimentar.
Em suma, a segurança alimentar tem um papel fundamental para garantir que os alimentos permaneçam seguros em todas as etapas da cadeia alimentar, contribuindo para a saúde, prosperidade econômica, agricultura, turismo e o desenvolvimento sustentável (3).

Segurança alimentar é assunto de todos!

Bibliografia
(1) https://news.un.org/pt/story/2019/06/1675051
(2) https://news.un.org/pt/story/2020/06/1715932
(3) https://www.paho.org/pt/campanhas/dia-mundial-da-seguranca-dos-alimentos-2021
(4) https://www.insa.min-saude.pt/dia-mundial-da-seguranca-alimentar/
(5) https://www.nationalgeographic.org/topics/food-safety-and-security/?q=&page=1&per_page=25
(6) https://www.sgsgroup.com.br/pt-br/news/2017/04/seguranca-de-alimento-x-seguranca-alimentar
(7) https://www.fao.org/fao-who-codexalimentarius/world-food-safety-day/wfsd-homepage/en/
(8) https://www.fao.org/3/cb3404en/cb3404en.pdf

https://www.fao.org/2019-ncov/q-and-a/food-safety/en/
https://www.nature.com/scitable/knowledge/library/food-safety-and-food-security-68168348/

Deixe uma resposta

%d bloggers like this: